ProUni 2016- expectativas e inscrições

Ter uma graduação no ensino superior facilita o ingresso no mercado de trabalho e ajuda o estudante a conquistar novas oportunidades na vida. Por isso o Governo Federal, por meio do Ministério da Educação (MEC), criou o Programa Universidade para todos (ProUni) que disponibiliza bolsas de estudos em faculdades particulares de todo o Brasil, podendo custear até 100% do valor das mensalidades, para alunos cuja renda familiar não ultrapasse o patamar de um salário mínimo e meio por pessoa da família. É a chance de muitos estudantes de realizar o grande sonho de entrar em uma universidade.

Quem pode se inscrever no ProUni 2016

Os estudantes interessados devem cumprir alguns requisitos, entre eles: ter cursado o ensino médio em escola da rede pública de ensino ou ter cursado o ensino médio em escola particular como bolsista integral; a renda da família deve ser de no mínimo um salário e meio e até três salários por pessoa e o candidato deve ter uma média de 450 pontos ou mais na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), além de ter uma nota maior que zero na prova de redação.

Também podem concorrer às bolsas estudantes com deficiência física, com direito à reserva de vagas, e professores da rede pública que desejam ter uma graduação em cursos de licenciatura. O ProUni ainda reserva vagas para candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas.

ProUni 2016 expectativas

Em janeiro de 2016, o MEC deve abrir uma nova seleção para os estudantes interessados.  A quantidade de vagas será informada no início do processo seletivo, com bolsas integrais ou de 50% do valor das mensalidades dos cursos. A expectativa é que sejam ofertadas cerca de 200 mil bolsas. As inscrições para o ProUni 2016 são realizadas exclusivamente pela internet no endereço eletrônico http://siteprouni.mec.gov.br. Ao todo são realizados dois processos seletivos do Programa, um no primeiro e outro no segundo semestre do ano.

Na inscrição o estudante deve escolher em ordem de preferência até dois cursos diferentes e durante o período pode optar por mudar as opções e adequá-las a nota que obteve no Enem 2014, de acordo com a nota de corte do curso desejado. O acompanhamento das inscrições, a visualização da nota de corte e as alterações nas escolhas devem ser feitas no site de inscrição até às 23h59min (de Brasília/DF) do último dia de inscrições, que será informado no cronograma oficial do edital a ser divulgado pelo MEC.

 

COMPARTILHAR